Reclamações sobre ignição de carros da GM começaram há 17 anos

sexta-feira, 4 de julho de 2014 10:39 BRT
 

DETROIT (Reuters) - Proprietários de automóveis da General Motors têm reclamado de chaves de ignição defeituosas desde 1997, anos antes da montadora lançar o Chevrolet Cobalt e outros carros pequenos com chaves de ignição com problemas ligadas a pelo menos 13 mortes.

A GM ampliou nesta semana seu recall de carros com problemas em chaves de ignição em mais de 8 milhões de carros, mas não indicou quando ficou ciente pela primeira vez dos problemas em carros incluindo o Chevrolet Malibu 1997 e o Chevrolet Impala 2000.

Uma análise da Reuters de um banco de dados de reclamações de consumidores, mantido por reguladores de segurança dos Estados Unidos, mostrou que concessionárias da GM receberam informações sobre defeitos relacionados à chave de ignição assim que o Malibu foi colocado no mercado, e que muitos não podiam consertar os defeitos.

Os problemas iniciais incluíam chaves que ficavam travadas na ignição ou que podiam ser retiradas enquanto o veículo estava funcionando, além de chaves de ignição que falhavam em dar partida no motor ou aparentemente faziam o motor desligar.

Em uma das reclamações mais antigas enviadas à Administração Nacional de Segurança do Tráfego Rodoviário (NHTSA, na sigla em inglês), uma mulher de New Jersey disse, em abril de 1997, que ficou "parada sete vezes" quando seu novo Malibu 1997 não dava partida, enquanto a chave permanecia presa na ignição e não podia ser girada.

Proprietários de Impalas 2000 relataram dúzias de casos de parada do motor, que pode ser causada por diversos problemas.

Um porta-voz da GM disse que não podia precisar o que se sabia sobre o problema do Impala quase duas décadas atrás e que a GM decidiu fazer o recente recall após a mais exaustiva revisão de segurança na história da companhia.

A GM neste ano fez o recall de um total de quase 15 milhões de veículos com problemas nas chaves de ignição.

(Por Paul Lienert)