Minério tem 3ª alta semanal e atinge maior preço desde maio por recomposição de estoques na China

sexta-feira, 4 de julho de 2014 10:41 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - Os preços do minério de ferro no mercado físico fecharam a terceira semana consecutiva com ganhos, subindo para os maiores níveis desde o fim de maio, com siderúrgicas chinesas recompondo estoques do insumo.

Ganhos rápidos nos preços a vista de cargas de minério desta semana levaram o mercado a uma recuperação depois do recuo até as mínimas de 21 meses tocadas em meados de junho.

Mas operadores disseram que novos ganhos dependerão da demanda por aço no importante consumidor global, a China, e um declínio sustentado dos estoques de minério importado nos portos chineses, que neste ano subiram mais de 30 por cento.

O contrato do minério com entrega imediata na China fechou a sexta-feira estável, após subir 1,9 por cento para 96,50 dólares na sessão anterior, seu maior valor desde 28 de maio, de acordo com dados da Steel Index.

O preço da matéria-prima, que é a principal fonte de receita para as mineradoras Vale e Rio Tinto, recuperou mais de 8 por cento desde que testou a mínima de 21 meses de 89 dólares em 16 de junho.

O ganho na semana foi de 1,7 por cento.

"Há perspectiva crescente de que o preço pode subir até 100 dólares em breve ou mesmo superar se as siderúrgicas e operadores tomarem esta oportunidade para reservar mais carregamentos", disse um operador do minério de ferro de Rizhao, cidade na província chinesa de Shandong.

(Por Manolo Serapio Jr)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 5644 7754)) REUTERS FG CB