Ações europeias fecham em queda após números fracos sobre Alemanha

segunda-feira, 7 de julho de 2014 14:00 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta

LONDRES (Reuters) - As bolsas europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, após indicadores econômicos fracos sobre a Alemanha tirarem força do rali que aproximou o principal índice acionário do continente da máxima em seis anos e meio.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações da região, fechou em queda de 0,90 por cento, a 1.381 pontos, após atingir a máxima de seis anos e meio de 1.399 pontos em junho.

A ação do português Banco Espírito Santo figurou entre as maiores quedas do continente, de 5,19 por cento, com investidores destacando a dificuldade enfrentada pelo novo presidente-executivo do banco, Vitor Bento, em explicar como o maior banco de Portugal vai recuperar quase um bilhão de euros emprestados a empresas controladas por famílias.

Alguns analisas disseram que as bolsas europeias podem estabilizar no curto prazo, embora a perspectiva de longo prazo continue positiva devido às medidas adotadas pelo Banco Central Europeu (BCE) para impulsionar a economia da região.

O volume de negócios ficou baixo, apenas 58 por cento da média móvel diária de três meses.

A bolsas europeias caíram após a produção industrial da Alemanha contrair 1,8 por cento em maio, maior queda em mais de dois anos, contra expectativas de estabilidade.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,62 por cento, a 6.823 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,03 por cento, para 9.906 pontos.   Continuação...