Bandidos roubam R$80 milhões em telefones e computadores da Samsung em SP

segunda-feira, 7 de julho de 2014 21:30 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Bandidos assaltaram uma fábrica da Samsung no interior de São Paulo e mantiveram funcionários reféns enquanto roubavam caminhões carregados com smartphones, tablets e computadores portáteis avaliados pela polícia em 80 milhões de reais.

O assalto, realizado por homens armados que sequestraram um serviço de transporte utilizado por empregados da fábrica em Campinas, ocorreu durante a noite de domingo para segunda-feira e durou quase quatro horas.

Um porta-voz da Secretaria de Segurança Pública do Estado disse que os bandidos fugiram com sete caminhões carregados com mais de 40 mil produtos da Samsung. A polícia está investigando o assalto, afirmou ele, acrescentando que nenhum suspeito ainda foi identificado.

Um porta-voz da Samsung em São Paulo confirmou o assalto, mas disse que as estimativas da polícia para o valor dos bens roubados eram muito elevadas. Ele afirmou que cerca de 100 funcionários estavam presentes na fábrica durante o assalto, mas não quis dar mais detalhes.

"Temos cooperado plenamente com a investigação policial em curso e faremos o nosso melhor para evitar qualquer recorrência", disse em comunicado a Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda, unidade da gigante coreana de eletrônicos no Brasil.

Depois de parar um ônibus a caminho da fábrica, sete assaltantes armados tomaram o veículo enquanto colegas levaram seis dos oito funcionários a um lugar remoto, onde foram libertados, de acordo com o relatório da polícia citado pelo porta-voz.

Pouco antes de meia-noite, os assaltantes foram até a fábrica com os outros dois empregados, onde desarmaram guardas, prenderam o resto dos funcionários da unidade e se certificaram de que todos estavam incomunicáveis.

Com a área livre, os criminosos liberaram a entrada da fábrica para outros 13 comparsas dirigindo os caminhões de fuga. Os ladrões, que se comunicavam por rádio e celulares, então carregaram os veículos com a carga.

(Reportagem de Paulo Prada)