Dólar segue exterior e fecha com alta de 0,24% sobre o real, de olho na Europa

quinta-feira, 10 de julho de 2014 17:08 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta sobre o real nesta quinta-feira, em linha com o desempenho da moeda norte-americana em outros mercados diante de preocupações com a economia europeia.

O movimento foi contido pela percepção de que os juros nos Estados Unidos não vão subir tão cedo, reiterada na véspera pela ata da reunião passada do Federal Reserve, banco central norte-americano. Além disso, a constante vigilância do Banco Central brasileiro mantém o dólar na banda informal de 2,20 e 2,25 reais.

A divisa dos Estados Unidos avançou 0,24 por cento, a 2,2224 reais na venda, após duas sessões de liquidez reduzida devido ao jogo do Brasil contra a Alemanha pelas semifinais da Copa do Mundo e ao feriado em São Paulo.

Segundo dados da BM&F, o volume financeiro ficou em torno de 2 bilhões de dólares.

"É só olhar para fora e ver notícias ruins que o mercado se assusta aqui. E hoje foi um dia de bastante mau humor no exterior", afirmou o gerente de câmbio da corretora Fair, Mario Battistel.

Os investidores reagiram ao mau resultado da produção industrial da Itália, que registrou a maior queda mensal desde novembro de 2012. Pesou ainda o temor sobre o Banco Espírito Santo, maior banco listado de Portugal, em meio a crescentes preocupações de que problemas financeiros em empresas holdings da família fundadora impactem o banco.

Neste contexto, o dólar subia contra outras moedas, como o euro e o peso mexicano.

Mas "é improvável que vejamos altas fortes (do dólar no Brasil), porque tivemos algum alívio com a ata do Fed e o BC continua sempre atento", afirmou o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno.   Continuação...