Scania diz que pedidos atingem recorde no 2o tri, com ajuda de demanda na Europa

terça-feira, 15 de julho de 2014 08:23 BRT
 

ESTOCOLMO (Reuters) - A Scania, de propriedade da Volkswagen, afirmou nesta terça-feira que os pedidos por seus caminhões atingiram um novo recorde no segundo trimestre, na esteira de uma demanda mais forte na Europa, e que planejava aumentar as taxas de produção na região durante o outono do hemisfério norte.

A empresa afirmou que os pedidos subiram para 20.987 caminhões no trimestre, acima dos 20.694 caminhões registrados um ano antes. Com sede na Suécia, a Scania teve o capital fechado no mês passado depois da VW fazer uma oferta de 6,7 bilhões de euros aos acionistas minoritários.

"A Scania recebeu um grande número de pedidos e as encomendas na Europa melhoraram em relação ao primeiro trimestre do ano", disse a empresa em um comunicado.

"Enquanto isso, a demanda na Rússia foi negativamente afetada pela turbulência na região e pedidos na América Latina foram significativamente menores do que no segundo trimestre do ano passado."

A Scania disse que a necessidade de substituir frotas em envelhecimento e uma economia mais firme estavam apoiando a demanda na Europa, seu maior mercado. A empresa também disse que estava posicionada para aumentar as taxas de produção na região durante os meses do outono.

"Isso vai implicar algumas novas contratações", afirmou a empresa.

(Por Niklas Pollard)