Lucro do JPMorgan cai 8% com recuo na negociação de ativos

terça-feira, 15 de julho de 2014 09:07 BRT
 

(Reuters) - O JPMorgan Chase & Co, maior banco dos Estados Unidos em ativos, divulgou uma queda de 8 por cento no lucro do segundo trimestre, com um recuo nas negociações de bônus e moedas por grandes instituições atingindo a receita do segmento de negociação de ativos mobiliários.

O lucro líquido caiu para 5,99 bilhões de dólares, ou 1,46 dólar por ação, ante 6,5 bilhões de dólares, ou 1,60 dólar por papel, no mesmo trimestre de 2013. A receita caiu 3 por cento, a 24,45 bilhões de dólares.

Analistas esperavam, em média, lucro de 1,29 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

"Em torno do fim do segundo trimestre, nós vimos sinais encorajadores em todos os nossos negócios ... fortalecendo a estrutura em nossos segmentos comercial e de negócios bancários, e algumas melhoras na atividade de mercados", disse o presidente-executivo Jamie Dimon em um comunicado.

A receita de renda fixa e mercados de ações caiu 15 por cento sobre um ano antes, para 3,5 bilhões de dólares no trimestre encerrado em 30 de junho.

Executivos do JPMorgan têm dito que investidores institucionais parecem estar se afastando de bônus devido a uma falta de opiniões sobre movimentos futuros nas taxas de juros e moedas.

O JPMorgan, segundo maior banco de hipotecas dos EUA após o Wells Fargo, disse que seu lucro com empréstimos hipotecários caiu 38 por cento, para 709 milhões de dólares.

(Por David Henry e Tanya Agrawal)