Bovespa tem 4a alta consecutiva e renova máxima no ano

terça-feira, 15 de julho de 2014 17:47 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa teve sua quarta alta seguida nesta terça-feira e renovou máxima em quase nove meses, com investidores aguardando pesquisas eleitorais nesta semana uma vez que discurso da chair do banco central norte-americano trouxe poucas novidades no fronte macroeconômico.

O Ibovespa avançou 0,41 por cento, a 55.973 pontos, maior nível desde 22 de outubro. O giro financeiro do pregão somou 5,98 bilhões de reais

Novas pesquisas eleitorais podem confirmar ou não apostas de alguns investidores de que a presidente Dilma Rousseff deve ser prejudicada após a derrota do Brasil na Copa do Mundo, com o fraco crescimento do país voltando ao foco das atenções. Levantamentos do instituto de pesquisa Sensus, do Datafolha e do Ibope/RBS têm divulgação prevista para esta semana.

O analista João Pedro Brugger, da Leme Investimentos, acredita que a bolsa já precificou certa queda das intenções de voto da presidente. "Se houver uma queda discreta nas intenções de voto de Dilma, de 1 ou 2 pontos percentuais, talvez não seja suficiente para manter a bolsa em alta. Mas se houver uma queda mais expressiva, podemos ver a bolsa andar mais", afirmou.

Mais cedo, o mercado avaliou dados mostrando que as vendas no varejo dos Estados Unidos aumentaram menos do que o esperado em junho e discurso da chair do Federal Reserve, Janet Yellen, que avaliou que a recuperação econômica dos EUA ainda está incompleta, o que justifica a política monetária frouxa no "horizonte relevante".

"A agenda de hoje é forte, mas o mercado está mais preocupado com os dados de atividade da China à noite, que podem favorecer a Vale", disse o gerente de renda variável da H.Commcor, Ariovaldo Santos, referindo-se à divulgação do Produto Interno Bruto chinês do segundo trimestre.

A ação da Marfrig teve a maior alta do dia, de 7,17 por cento, depois do Bank of America Merrill Lynch ter elevado a recomendação da companhia para "compra" ante "neutra", citando os preços mais baixos de grãos e o recente recuo no custo da dívida da empresa de alimentos.

Do setor de siderurgia, CSN subiu 3,88 por cento. O estrategista-chefe da SLW Corretora, Pedro Galdi, disse que os papéis foram influenciados pelo programa de recompra de ações da empresa, cujo prazo vai até 25 de julho.   Continuação...