Lucro da BlackRock cresce 11% no 2o trimestre

quarta-feira, 16 de julho de 2014 09:31 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A BlackRock, maior gestora de recursos do mundo, divulgou nesta quarta-feira um aumento de 11 por cento no lucro do segundo trimestre, impulsionada por mercados fortes que ajudaram a guiar os fluxos em seus produtos em todas as classes de ativos.

A gestora de recursos sediada em Nova York registrou lucro líquido de 808 milhões de dólares, ou 4,72 dólares por ação, ante 729 milhões de dólares, ou 4,19 dólares por papel, um ano antes.

Excluindo uma despesa fiscal líquida não caixa e outros itens não recorrentes, o lucro foi de 4,89 dólares por ação, acima da média das expectativas de analistas de 4,46 dólares por papel, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

O iShares, negócio de fundos de índices (também conhecidos como exchange traded funds, ou ETFs), respondeu por grande parte do fluxo líquido de longo prazo da gestora durante o trimestre.

Dos 38 bilhões de dólares que investidores colocaram em fundos de longo prazo no período, 80 por cento foram para fundos iShares, que registraram acréscimo de 30,4 bilhões de dólares.

A BlackRock disse que teve fluxos líquidos positivos em todas as classes de ativos durante o trimestre, e produtos de renda fixa lideraram ganhos com 21,3 bilhões de dólares em fluxos de longo prazo.

A BlackRock encerrou o trimestre com 4,6 trilhões de dólares em ativos sob administração, alta de 19 por cento sobre um ano antes.

(Por Ashley Lau)