Cecafé vê aumento na exportação de café em 2014; queda em 14/15

quarta-feira, 16 de julho de 2014 17:36 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A exportação total de café do Brasil em 2014 (ano calendário) deverá atingir 33,5 milhões de sacas de 60 kg, alta de 6,5 por cento ante 2013, após um bom ritmo de embarques no primeiro semestre do ano, previu nesta quarta-feira o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Em entrevista ao chat Trading Brazil da Thomson Reuters, o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga, afirmou ainda que, "sem conhecer as floradas" da próxima safra, a exportação do ano safra 2014/15 (julho/junho) deverá atingir 32,5 milhões de sacas, queda ante as 33,97 milhões de 2013/14.

No ano calendário 2014, as exportações aumentarão com o Brasil consumindo estoques diante de uma quebra histórica de safra neste ano. Para o ano 14/15, o país terá que enfrentar estoques mais baixos no primeiro semestre de 2015.

Braga explicou que, em meio preocupações com o tamanho da safra, o ritmo das exportações se manteve alto no primeiro semestre, crescendo 15,5 por cento, para 17,5 milhões de sacas.

"Estoques explicam tal desempenho", afirmou Braga, apontando que isso se refletirá no crescimento das exportações anuais.

Já quando o assunto é ano comercial (2014/15), uma produção em 2014 perto de 48 milhões de sacas, segundo avaliação do mercado, disse Braga, levará a uma redução dos estoques, considerando exportações anuais brasileiras superiores a 30 milhões de sacas e um consumo interno maior do que 20 milhões de sacas.

"Penso que vamos voltar a esse quadro. Estoques baixos", afirmou, referindo-se a situação da oferta brasileira antes da safra de 2015/16.

Ele disse ainda que não é possível saber exatamente qual o tamanho da produção brasileira em 14/15, cuja colheita atualmente está próxima da metade do total esperado.

"O conhecimento preciso dos efeitos desses problemas (da seca durante o último verão), pelo seu ineditismo e natureza, virá de forma lenta e, diria, não antes de novembro próximo", declarou.   Continuação...