Vendas do Carrefour aceleram e Itália volta ao crescimento

quinta-feira, 17 de julho de 2014 07:13 BRT
 

PARIS (Reuters) - O Carrefour, maior varejista da Europa, disse nesta quinta-feira que o crescimento das vendas acelerou no segundo trimestre, refletindo a melhora de tendências no sul da Europa e especialmente na Itália, regiões atingidas por medidas de austeridade pós-crise.

No resto da Europa, as vendas aumentaram na Espanha pelo terceiro trimestre consecutivo, enquanto a receita em hipermercados franceses cresceu pelo quinto trimestre.

O avanço no Brasil, o maior mercado do Carrefour depois da França, também acelerou, embora as condições de vendas tenham permanecido fracas na China.

O vice-presidente financeiro da companhia, Pierre-Jean Sivignon, disse em teleconferência que o consenso das previsões dos analistas para um lucro operacional de cerca de 2,28 bilhões de euros neste ano parecia "razoável".

A cifra representaria um aumento de 6,3 por cento sobre 2013.

Maior varejista do mundo depois do Wal-Mart, o Carrefour divulgou vendas do segundo trimestre de 20,517 bilhões de euros (27,75 bilhões de dólares), contra uma previsão média de 20,384 bilhões em uma pesquisa da Reuters com analistas.

Excluindo combustível e moedas, a receita cresceu 4,9 por cento contra 3,7 por cento de crescimento no primeiro trimestre.

"Esta é a melhor taxa de crescimento alcançada pelo grupo em cinco anos", disse Sivignon.

No Brasil, as vendas orgânicas em mesmas lojas, que consideram os pontos abertos há mais de um ano, tiveram alta de 7,2 por cento, em resultado que exclui efeitos de combustível e de calendário.   Continuação...