Farmacêutica Novartis buscará mais economias de custo para elevar margens

quinta-feira, 17 de julho de 2014 08:48 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - A fabricante suíça de medicamentos Novartis divulgou um crescimento trimestral de vendas abaixo das expectativas e disse que focará em obter economias graduais de custos para impulsionar as margens, à medida que se prepara para uma reformulação radical de negócios.

Apesar das vendas abaixo da projeção, a companhia confirmou sua meta para o ano de um aumento nas vendas e no lucro, com a expectativa de que a receita de novos produtos compense a concorrência de genéricos contra sua pílula para pressão sanguínea Diovan.

O fraco desempenho dos negócios de vacina e de saúde animal pesaram sobre as vendas do grupo no segundo trimestre, que tiveram alta 2 por cento para 14,64 bilhões de dólares, pouco abaixo da projeção média de 14,72 bilhões de dólares em uma pesquisa da Reuters.

Sob a nova futura estrutura, a Novartis se concentrará em três unidades - farmacêuticos, sua unidade de cuidados oculares Alcon e sua unidade de genéricos Sandoz - esperando que um foco sobre um número menor de negócios líderes ajudará a impulsionar o crescimento à medida que os orçamentos de saúde são pressionados.

A companhia também está consolidando algumas funções de apoio em uma única organização de serviço compartilhado. Estas operações estão atualmente espalhadas entre todas as divisões e correspondem por mais de 6 bilhões de dólares em despesas.

O presidente-executivo Joe Jimenez disse que a reestruturação dará a Novartis "muito espaço" para reduzir ainda mais os custos, embora que gradualmente.

(Por Caroline Copley)