Bolsas europeias recuam por queda de avião da Malásia e preocupações com Rússia

quinta-feira, 17 de julho de 2014 14:10 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta

LONDRES (Reuters) - As ações europeias recuaram nesta quinta-feira, ampliando com força as perdas no final do pregão devido às notícias de que um avião de passageiros da Malásia caiu na Ucrânia perto da fronteira com a Rússia.

O incidente reavivou temores de investidores acerca das tensões entre a Ucrânia e a Rússia. A União Europeia e os Estados Unidos adotaram novas sanções contra a Rússia devido ao que Washington diz ser uma falha de Moscou em conter a violência na Ucrânia.

O índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que reúne os principais papéis do continente, recuou 0,95 por cento, para 1.363 pontos.

O alemão DAX .GDAXI, que atingiu máxima recorde de 10.050 pontos no final de junho, recuou 1,07 por cento, para 9.753 pontos, enquanto o francês CAC .FCHI perdeu 1,21 por cento, para 4.316 pontos.

Uma autoridade do Ministério do Interior ucraniano afirmou, segundo a agência de notícias Interfax-Ukraine, que o avião da Malásia foi derrubado. A aeronave, que segundo outras fontes era um Boeing 777 que fazia a rota Amsterdã-Kuala Lumpur, caiu perto da cidade de Donestk, base dos rebeldes pró-Rússia, disse a autoridade ucraniana Anton Gerashchenko, acrescentando que ele foi atingido por um míssil terra-ar.

"Se ele realmente foi derrubado, pode haver uma venda generalizada importante", disse o chefe de negociações do Central Markets Investment Management, Darren Courtney-Cook.

As ações de empresas aéreas caíram, com a Air France KLM (AIRF.PA: Cotações) recuando 1,5 por cento e a Lufthansa (LHAG.DE: Cotações) perdendo 2,4 por cento. As ações listadas em Madri do International Consolidated Airlines Group (ICAG.MC: Cotações) --proprietário da British Airways e da Ibéria-- recuaram 3,4 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times .FTSE recuou 0,68 por cento, a 6.738 pontos.   Continuação...