Banco de Portugal vê solução privada se BES precisar de capital

sexta-feira, 18 de julho de 2014 07:30 BRT
 

LISBOA (Reuters) - O Banco Espírito Santo (BES) não deverá ter problemas em levantar capital com a chegada de novos investidores se algum recurso adicional for necessário, disse o presidente do Banco de Portugal nesta sexta-feira, reiterando que o banco tem uma colchão de capital para atender a uma variedade de riscos e incertezas.

Carlos Costa afirmou a uma comissão parlamentar que o "contato preliminar entre o BES e bancos de investimento internacionais, bem como o interesse demonstrado por diversas entidades, fundos de investimento e bancos europeus mostraram que é muito provável que possa haver uma solução privada para o reforço de capital."

Divulgações recentes de irregularidades financeiras em uma teia de empresas de propriedade da família fundadora do banco levantaram questões sobre perdas potencialmente desestabilizadores no BES, o maior banco listado de Portugal, do qual a família é a maior acionista.

(Por Andrei Khalip)