Argentina parece determinada a entrar em default, diz credor

sexta-feira, 18 de julho de 2014 14:47 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Um investidor envolvido na disputa sobre a dívida da Argentina afirmou nesta sexta-feira que o país ainda se recusa a se reunir com ele e negociar acordo antes do prazo de 30 de julho, depois do qual o país enfrentará um novo default.

"O governo argentino parece estar determinado a entrar em default. Torcemos para que escolha evitar esse beco sem saída", afirmou um porta-voz do NML, uma divisão da Elliott Management Corp., em comunicado.

(Reportagem de Daniel Bases em Nova York)