Analistas veem Google em melhor posição diante de transição para aparelhos móveis

sexta-feira, 18 de julho de 2014 15:54 BRT
 

(Reuters) - O Google é a companhia mais bem posicionada para se beneficiar da transição de usuários para aparelhos móveis, aumento de publicidade local e dispositivos vestíveis, disseram analistas após a gigante de buscas ter divulgado seu 18o trimestre seguido de crescimento da receita superior a 20 por cento.

Pelo menos oito corretoras elevaram seus preços-alvo para a ação nesta sexta-feira em até 75 dólares, para até 745 dólares.

As ações do Google estavam em alta de 3,5 por cento na Nasdaq, a 594 dólares.

A companhia, que também deve se beneficiar da chamada "Internet das Coisas", disse na quinta-feira que a receita do segundo trimestre subiu 22 por cento para 15,96 bilhões de dólares, superando a estimativa média de analistas de 15,61 bilhões de dólares.

O crescimento foi favorecido pelo negócio de buscas, o YouTube e anúncios com listagens de produtos, que, combinados, impulsionaram um aumento de três vezes no tráfego para aparelhos móveis para comerciantes na comparação com o ano passado, disseram analistas da Jefferies em nota.

A Jefferies manteve sua recomendação de "compra" e preço-alvo de 700 dólares para o papel.

Dos 46 analistas que cobrem a ação do Google, 36 têm recomendação de "compra" ou avaliação superior para a ação, e 10 têm recomendação "manter". Não há recomendações de "venda", segundo dados da StarMine.

O Google obtém a maior parte de sua receita com publicidade.

O número de "cliques pagos" de consumidores em anúncios fornecidos pelo Google aumentou 25 por cento no trimestre ante um ano antes. No entanto, o preço médio dos anúncios caiu 6 por cento, uma vez que as taxas de anúncios em aparelhos móveis são tipicamente mais baratas que em anúncios online tradicionais por conta de suas telas reduzidas.   Continuação...