Localiza tem queda no lucro do 2o tri, afetada por despesas financeiras

segunda-feira, 21 de julho de 2014 09:50 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de aluguel de veículos e gestão de frotas Localiza viu seu lucro cair 2,7 por cento no segundo trimestre, afetada pelo aumento das suas despesas financeiras no período, mas teve seu resultado operacional ajudado pelo bom desempenho da divisão de aluguel de carros.

Entre abril e junho, o lucro líquido da companhia somou 100,6 milhões de reais, ante 103,4 milhões de reais um ano antes, conforme números divulgados pela companhia nesta segunda-feira.

Em comentário sobre o desempenho, a empresa citou o impacto da alta da taxa básica de juros para justificar o recuo, além de efeito não recorrente de um prêmio de 4,1 milhões de reais na liquidação antecipada de empréstimo com vencimento em maio de 2016.

"O lucro caiu com eventos não recorrentes devido ao pagamento, que faz parte da nossa estratégia de ter um perfil de dívida conservador", disse o diretor de Finanças da Localiza, Roberto Mendes, à Reuters.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), por outro lado, avançou 7,3 por cento no trimestre na comparação com igual etapa do ano passado, a 241,6 milhões de reais.

A companhia foi beneficiada pelo crescimento de 11,3 por cento na receita líquida consolidada, a 904,6 milhões de reais, com um avanço de 10,6 por cento no volume de diárias e melhora da taxa de utilização na divisão de aluguel de carros.

A companhia afirmou que o efeito da Copa do Mundo, até 30 de junho, ficou dentro de sua expectativa. "Houve um crescimento interessante de viagens de lazer e as empresas fizeram a reorganização de agendas para evitar viagens durante a Copa. Mas as tarifas de pessoas físicas acabam sendo maiores", disse Mendes.

O aumento do valor da diária média, de 3,6 por cento, permitiu que a receita líquida da divisão de aluguel de carros crescesse 13 por cento, diante da alta de 10,6 por cento no volume de diárias.

Já as vendas de seminovos foram impactadas em junho pela Copa do Mundo, com os feriados fazendo com que fossem vendidas 1.560 unidades a menos que no trimestre anterior.   Continuação...