Inadimplência do consumidor cai no 1o semestre, mas tendência é de alta, diz Serasa

segunda-feira, 21 de julho de 2014 09:54 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A inadimplência do consumidor brasileiro registrou uma queda de 1,1 por cento no acumulado do primeiro semestre do ano sobre igual período do ano passado, mostraram dados da Serasa Experian divulgados nesta segunda-feira.

Em junho, o índice viu queda de 1,4 por cento ante maio, quebrando uma sequência de três altas mensais. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, porém, houve alta de 3 por cento.

"Apesar de o indicador ter acumulado queda no primeiro semestre, dificilmente essa tendência se manterá durante o restante do ano", disse a Serasa.

Entre os fatores que deverão puxar o índice para cima estão inflação e juros elevados, além do enfraquecimento da economia e do mercado de trabalho, conforme demonstraram as últimas variações mensais do indicador, completou a Serasa, lembrando que o índice de inadimplência registrou sete altas mensais em nove meses.

No detalhamento por tipo de endividamento, as dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas e prestadores de serviço), as dívidas junto aos bancos e os cheques sem fundo foram responsáveis pela queda do índice no semestre, recuando 2,3 por cento, 0,4 por cento e 10,1 por cento, respectivamente, ante igual período do ano passado.

Os títulos protestados, no entanto, subiram 16,7 por cento no mesmo período.

(Por Renan Fagalde; Edição de Marcela Ayres)