Allergan vai cortar 1.500 empregos na luta contra oferta hostil da Valeant

segunda-feira, 21 de julho de 2014 13:09 BRT
 

(Reuters) - A Allergan (AGN.N: Cotações), que luta contra uma oferta hostil da Valeant Pharmaceuticals International (VRX.TO: Cotações), anunciou nesta segunda-feira um corte de 1.500 empregos como parte da reestruturação de 475 milhões de dólares para elevar lucro nos próximos seis anos.

Mas a empresa não anunciou nenhuma grande aquisição ou programa de recompra de ações, movimentos que havia discutido como formas de reforçar suas defesas contra a investida da Valeant e Pershing Square Capital Management.

A Allergan disse que as reduções de custos, parte dos esforços para convencer investidores de que tem mais valor como empresa independente, vão ajudá-la a entregar um crescimento anual nos lucros de mais de 20 por cento entre 2014 e 2019.

O corte de 13 por cento no quadro global de funcionários vai ajudar a ter um lucro por ação de 5,74 a 5,80 dólares em 2014 e de 8,20 a 8,40 dólares em 2015, disse a Allergan, que havia previsto antes um lucro de 5,64 a 5,73 dólares por ação em 2014, com crescimento de 20 a 25 por cento nessa linha em 2015.

A empresa divulgou um lucro de 418 milhões de dólares no segundo trimestre, ou 1,40 dólar por ação, em comparação com 361 milhões de dólares, ou 1,22 dólar por ação, um ano antes.

Excluindo itens especiais, a Allergan teve lucro de 1,51 dólar por ação. Analistas esperavam, em média, lucro de 1,44 dólar por papel, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Caroline Humer e Ransdell Pierson)