Governo do Japão reduz estimativa de crescimento para este ano

terça-feira, 22 de julho de 2014 08:46 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O governo do Japão reduziu ligeiramente sua estimativa de crescimento para o atual ano fiscal devido à fraqueza das exportações e à queda na demanda após o aumento do imposto sobre vendas em abril, mas as projeções ficaram em linha com as do banco central.

Membros do principal comitê de aconselhamento do governo não se opuseram à visão do BC de que os preços ao consumidor continuarão a subir sob seu programa de compra de ativos, ou "quantitative easing", mostrando que há pouca diferença entre a avaliação do governo e do BC sobre a economia.

A convergência de opiniões sugere que o BC não deve enfrentar pressão do governo para afrouxar a política monetária mais conforme o governo volta sua atenção para o orçamento do próximo ano fiscal.

O governo projeta agora o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 1,2 por cento no ano fiscal de 2014.15, ante 1,4 por cento anteriormente. A expectativa é de que a expansão acelere para 1,4 por cento no ano seguinte, segundo o Escritório do Gabinete.

Na semana passada, o BC cortou sua estimativa de crescimento econômico para o atual ano fiscal para 1,0 por cento, esperando aceleração para 1,5 no ano fiscal seguinte.

As estimativas do Escritório do Gabinete também mostram que os preços ao consumidor devem subir 1,2 por cento na base anual em 2014/15m e 1,8 por cento no ano seguinte. As projeções excluem o efeito do aumento no imposto sobre vendas.

(Por Tetsushi Kajimoto e Stanley White)