July 23, 2014 / 5:34 PM / in 3 years

FMI reduz projeção de crescimento dos EUA em 2014 para 1,7%

2 Min, DE LEITURA

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) estimou nesta quarta-feira que a economia dos Estados Unidos vai crescer ainda mais lentamente neste ano do que previa há um mês devido à fraqueza no primeiro trimestre.

O FMI afirmou que a maior economia do mundo deve crescer 1,7 por cento em 2014, contra previsão em junho de 2 por cento.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA contraiu a um ritmo anual de 2,9 por cento nos três primeiros meses do ano, pressionado por um mercado imobiliário fraco, por um ritmo de reabastecimento de estoques mais lento pelas empresas e exportações mais fracas.

O FMI afirmou que a atividade dos EUA deve acelerar para uma taxa de 3 a 3,5 por cento no resto do ano, e permanecer em 3 por cento no ano que vem e em 2016.

"Ainda assim, o peso sobre o crescimento da contração no primeiro trimestre não será compensado", disse a equipe do FMI em sua análise anual da economia norte-americana.

Desde que preocupações com a inflação e a estabilidade financeira permaneçam reduzidas, o FMI disse que o Federal Reserve, banco central norte-americano, pode manter sua taxa de juros referencial em zero além de meados de 2015.

O FMI ainda alertou que, conforme a população norte-americana envelhece, a economia não será capaz de crescer acima de 2 por cento no longo prazo sem reformas significativas, incluindo mudanças tributárias e de imigração, mais investimento em infraestrutura e capacitação.

Reportagem de Anna Yukhananov

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below