PMI preliminar de indústria da China do HSBC atinge máxima de 18 meses

quinta-feira, 24 de julho de 2014 07:24 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A atividade industrial da China expandiu no ritmo mais rápido em 18 meses em julho, com um salto nas novas encomendas, mostrou nesta quinta-feira o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar do HSBC, mais recente indicação de que a economia está acelerando com as medidas do governo.

O PMI preliminar do HSBC/Markit subiu para 52 em julho ante leitura final de 50,7 em junho, superando a expectativa de 51 em pesquisa da Reuters.

Foi o nível mais alto desde janeiro de 2013, e acima da marca de 50 que separa crescimento de contração pelo segundo mês seguido.

"A atividade econômica continua a melhorar em julho, sugerindo que o impacto cumulativo das medidas de miniestímulo adotadas mais cedo ainda estão tendo impacto", disse Qu Hongbin, economista-chefe para China do HSBC.

"Esperamos que as autoridades mantenham sua postura expansionista nos próximos meses para consolidar a recuperação."

A economia da China cresceu ligeiramente mais rápido do que o esperado no segundo trimestre, expandindo 7,5 por cento, em meio às medidas de estímulo, mas alguns analistas disseram que a recuperação parece ser amplamente dependente da assistência governamental.

(Reportagem de Xiaoyi Shao, Aileen Wang e Koh Gui Qing)