Lucro da Basf no 2º tri fica abaixo do previsto por euro forte

quinta-feira, 24 de julho de 2014 08:05 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - O lucro operacional trimestral da Basf, maior companhia química do mundo em vendas, avançou um pouco menos que o esperado, com o euro forte reduzindo o valor de vendas no exterior.

O lucro do segundo trimestre antes de juros e impostos (Ebit, na sigla em inglês), ajustado para eventos não recorrentes, avançou 12,1 por cento, para 2,05 bilhões de euros (2,76 bilhões de dólares), um pouco abaixo da estimativa média de 2,12 bilhões de euros de analistas consultados pela Reuters.

As vendas e o lucro líquido também ficaram pouco aquém do consenso das estimativas, afetados ainda por uma parada devido a um acidente em uma fábrica de plásticos holandesa, operada em conjunto com a Shell.

"A desvalorização de quase todas as principais moedas contra o euro impactou negativamente o lucro em cerca de 200 milhões de euros contra o segundo trimestre do ano anterior", disse o presidente-executivo, Kurt Bock, em comunicado.

O euro subiu mais de 5 por cento ante o dólar norte-americano, em média, durante o trimestre.

O lucro de seus principais negócios de químicos e plásticos, assim como a unidade de petróleo e gás, cresceu mais rápido que analistas haviam esperado, favorecido pelas maiores vendas de petroquímicos na América do Norte e pela maior produção de petróleo offshore na Líbia.

(Por Ludwig Burger)