Lucro da Bristol-Myers supera expectativas no 2o tri por remédios mais novos

quinta-feira, 24 de julho de 2014 10:26 BRT
 

(Reuters) - A Bristol-Myers Squibb ​​divulgou resultados trimestrais melhores que o esperado, ajudada por controles de custos e fortes vendas de seu remédio para prevenção de coágulos sanguíneos Eliquis e do tratamento para o melanoma Yervoy.

A farmacêutica norte-americana divulgou nesta quinta-feira que teve lucro de 333 milhões de dólares, ou 0,20 dólar por ação, no segundo trimestre, ante 536 milhões de dólares, ou 0,32 dólar por ação, no mesmo período do ano anterior.

Excluindo itens especiais, incluindo 458 milhões em encargos relacionados a fusão, a Bristol-Myers teve lucro de 0,48 dólar por ação. Analistas, em média, esperavam 0,44 dólar por ação.

A receita caiu 4 por cento, para 3,90 bilhões de dólares, mas superou as expectativas de Wall Street de 3,85 bilhões de dólares. A Bristol-Myers disse que as vendas teriam aumentado 7 por cento se não tivesse vendido seu negócio global de diabetes mais cedo neste ano para a parceira de longa data AstraZeneca.

Apesar do lucro trimestral ter ficado acima das expectativas, a Bristol-Myers se ateve à estimativa para o consolidado do ano de um lucro por ação de 1,70 a 1,80 dólar.

As vendas do Eliquis, que a Bristol-Myers comercializa em parceria com a Pfizer, subiram para 171 milhões de dólares. A pílula, usada para prevenir acidentes vasculares cerebrais em pacientes com um batimento cardíaco irregular chamado fibrilação atrial, vinha registrando vendas decepcionantes desde que foi aprovada no final de 2012, mas ganhou força nos últimos meses.

As vendas do Yervoy saltaram 38 por cento, para 321 milhões de dólares.

(Por Ransdell Pierson)