Grã-Bretanha apresenta acusações criminais contra unidade britânica da Alstom

quinta-feira, 24 de julho de 2014 12:35 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O principal promotor em casos de fraude da Grã-Bretanha formalizou nesta quinta-feira uma subsidiária britânica do grupo de engenharia francês Alstom três acusações de corrupção e três de conspiração para praticar corrupção, após uma investigação de cinco anos.

As acusações feitas pelo Escritório de Fraudes Graves (SFO, na sigla em inglês), destacadas pelo chefe da agência, David Green, em entrevista à Reuters na véspera, surgem semanas após a controladora francesa fechar uma venda de 12,4 bilhões de euros (16,7 bilhões de dólares) da maior parte de seu negócio de energia à norte-americana General Electric (GE).

A primeira audiência no tribunal acontecerá no dia 9 de setembro.

Representantes da Alstom em Paris não quiseram comentar.

As acusações contra a Alstom Network UK estão ligadas a grandes projetos de transporte na Índia, na Polônia e na Tunísia entre junho de 2000 e novembro de 2006, segundo a agência.

(Por Kirstin Ridley e Redação em Paris)