Bovespa fecha em baixa com mercados externos, mas acumula alta na semana

sexta-feira, 25 de julho de 2014 17:35 BRT
 

Por Roberta Vilas Boas

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa encerrou a sexta-feira em leve baixa, seguindo o movimento das bolsas estrangeiras e pressionado pelas ações de bancos, mas acumulou uma alta de 1,42 por cento na semana.

O Ibovespa caiu 0,27 por cento nesta sessão, a 57.821 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 4,68 bilhões de reais.

"Houve movimentos pontuais por questões de resultados, mas no geral (a Bovespa) foi seguindo lá fora", afirmou o operador de renda variável Thiago Montenegro, da Quantitas Asset Management.

Tanto as bolsas da Europa quanto dos Estados Unidos recuaram nesta sexta-feira pressionadas por resultados corporativos como LVMH no primeiro caso, e Amazon e Visa, no segundo.

Internamente, as ações de bancos exerceram a principal pressão negativa, após terem iniciado o dia em alta motivadas pelo anúncio do Banco Central de mudanças nas regras do recolhimento compulsório e redução de capital mínimo para risco no crédito ao varejo, com impacto estimado na liquidez da economia de até 45 bilhões de reais.

Especialistas avaliaram, no entanto, que as medidas não devem ter grande efeito na oferta de empréstimos.

Entre os bancos com ações no Ibovespa, Banco do Brasil e Bradesco tiveram as maiores quedas, seguidos pelo Itaú Unibanco. Já a unit do Santander Brasil encerrou com ligeira alta de 0,13 por cento.

As ações da Petrobras subiram e evitaram uma queda maior do índice, após o Barclays elevar a recomendação para os recibos de ações da empresa negociados em Nova York de "equalweight" (em linha com mercado) para "overweight" (acima da média do mercado).

Cia Hering teve a maior alta do Ibovespa, apesar dos fracos resultados trimestrais divulgados na véspera, quando a varejista de moda também anunciou plano de recompra de até 3,88 por cento de seus papéis em circulação. Analistas do BTG Pactual apontaram um preço barato para a ação da varejista de roupas e reiteraram recomendação de compra para os papéis.