CORREÇÃO-Corte em Haia ordena que Rússia pague US$50 bi a acionistas da petrolífera Yukos

segunda-feira, 28 de julho de 2014 14:18 BRT
 

Por Megan Davies e Jack Stubbs e Thomas Escritt

MOSCOU/LONDRES/AMSTERDÃ (Reuters) - (Corrige valor da sentença para 50,02 bilhões de dólares)

A corte de arbitragem de Haia decidiu nesta segunda-feira que a Rússia tem de pagar 50,02 bilhões de dólares a um grupo de acionistas da gigante petrolífera Yukos por conta da expropriação de seus ativos, em um grande revés para um país que está à beira de uma recessão.

O painel de arbitragem na Holanda disse ter concedido a acionistas do grupo GML pouco menos da metade do que eles reivindicavam - 114 bilhões de dólares - para cobrir o dinheiro perdido quando o Kremlin assumiu o controle da Yukos, antes controlada por Mikhail Khodorkovsky.

“São 50 bilhões de dólares, e isso não pode ser contestado”, disse Tim Osborne, diretor da GML. “Agora é uma questão de obrigá-los a fazer o pagamento”.

Mas o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que o país deverá apelar dessa decisão, o que significa que os acionistas, que têm lutado judicialmente há uma década, podem ter que esperar ainda mais.

“O lado russo, aquelas agências que representam a Rússia neste processo, irá sem dúvida utilizar todas as possibilidades legais disponíveis para defender sua posição”, disse ele quando notícias da indenização vazaram antes do anúncio oficial.

Advogados, no entanto, disseram ter apenas opções limitadas para apelar.   Continuação...