Controlador da Cacique de Café Solúvel anuncia intenção de fazer OPA

segunda-feira, 28 de julho de 2014 10:53 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Cacique de Café Solúvel, fabricante do café Pelé, informou nesta segunda-feira que seu controlador anunciou intenção de realizar oferta pública de aquisição de ações (OPA) com o objetivo de adquirir todos os papéis ordinários e preferenciais em circulação.

No âmbito da oferta, o controlador Horácio Sabino Coimbra - Comércio e Participações oferecerá 11,70 reais por ação da empresa, em operação que visa o cancelamento do registro de companhia aberta e de negociação das ações de emissão da Cacique.

O valor representa um prêmio de 79,7 por cento sobre o fechamento da ação ordinária na sexta-feira. O último negócio na Bovespa realizado com esse papel foi no início de junho.

Sobre a ação preferencial, o preço proposto é 31,5 por cento acima dos 8,90 reais no fechamento de 25 de julho. O papel, que tem baixísssimo volume de negócios, disparava 13,26 por cento nesta manhã, a 10,08 reais, buscando se aproximar do valor da OPA.

A OPA envolverá ações representativas de cerca de 13 por cento do capital da companhia, sendo que a data da liquidação financeira do leilão ainda será definida, conforme edital que será publicado após registro da operação na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

De acordo com informações disponíveis no site da Bovespa, há 3,31 milhões de ações ordinárias e preferenciais da Cacique que não pertencem ao controlador. Assim, se houver adesão total à OPA, o giro financeiro da oferta será de quase 39 milhões de reais.

O Safra National Bank Of New York é o maior acionista minoritário, com 11,61 por cento das ações preferenciais da Cacique, que representam cerca de 8 por cento do capital total da companhia, segundo o site da Bovespa.

A intenção do controlador da Companhia Cacique de Café Solúvel de realizar a OPA segue anúncio de uma série de empresas brasileiras para operação do mesmo tipo neste ano.

Fazem parte do grupo companhias como a Autometal, de componentes e acessórios para a indústria automotiva, Cremer, de produtos para primeiros socorros e higiene, e Brookfield, de incoporação imobiliária.

(Por Marcela Ayres)