Ações asiáticas alcançam pico de 3 anos e China segue em alta

terça-feira, 29 de julho de 2014 07:42 BRT
 

Por Wayne Cole

SYDNEY (Reuters) - As ações asiáticas tocaram novas máximas de três anos nesta terça-feira à medida que investidores na região eram encorajados por um rali nos mercados chineses, embora fosse justificada uma cautela dada a leva de notícias econômicas dos Estados Unidos que ainda serão divulgadas nesta semana.

Às 7h30 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,38 por cento, rondando um pico alcançado pela última vez em abril de 2011.

O índice Hang Seng de Hong Kong fechou em alta de 0,9 por cento, maior nível em mais de três anos e meio, por otimismo de que a economia virou uma página e conforme investidores apostavam em mais políticas de Pequim amigáveis ao crescimento.

O avanço havia sido liderado por bancos chineses após uma notícia da Reuters revelar que o quinto maior banco da China em ativos planejava buscar mais investidores privados.

O índice japonês Nikkei registrou alta de 0,6 por cento, alcançando uma máxima de seis meses à medida que investidores focavam nos pontos positivos de notícias econômicas mistas.

Enquanto os gastos de famílias e as vendas no varejo desapontaram, a disponibilidade de empregos no Japão subiu ao maior nível em 22 anos em um dado positivo para salários e a meta do governo de trazer a inflação de volta à economia.