Confiança da indústria brasileira cai 3,2% em julho, 7ª queda seguida, aponta FGV

terça-feira, 29 de julho de 2014 08:43 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice de Confiança da Indústria (ICI) brasileira caiu 3,2 por cento em julho na comparação com o final de junho, registrando a sétima queda seguida, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

Com isso, o indicador foi a 84,4 pontos, menor nível desde abril de 2009 (82,2 pontos), ante 87,2 pontos no mês anterior, quando havia recuado 3,9 por cento.

O Índice da Situação Atual (ISA) caiu 4,8 por cento em julho, para 85,8 pontos, influenciado principalmente pelo indicador que mede o grau de satisfação com o nível de demanda.

Já o Índice de Expectativas (IE) recuou 1,8 por cento, a 82,9 pontos, com destaque para as expectativas quanto à tendência dos negócios nos seis meses seguintes.

"O resultado de julho acende uma luz amarela em relação ao terceiro trimestre. Ainda que a diminuição do número de feriados possa influenciar favoravelmente a produção, a demanda continua sendo um fator limitativo a este crescimento", disse Aloisio Campelo Jr., superintendente adjunto de Ciclos Econômicos da FGV/IBRE.

Ainda segundo a FGV, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada foi a 83,2 por cento em julho, queda de 0,3 ponto percentual sobre junho, atingindo o menor patamar desde outubro de 2009 (82,6 por cento).

A produção industrial do Brasil recuou 0,6 por cento em maio no terceiro mês seguido no vermelho, marcado mais uma vez pela fraqueza dos investimentos, conforme os números oficiais mais recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

(Por Camila Moreira; Edição de Marcela Ayres)

 
Operário trabalha em linha de montagem da Ford em São Bernardo do Campo, São Paulo.  13/08/2013. REUTERS/Nacho Doce