Osram cortará quase 8 mil empregos em novo programa de redução de custo

terça-feira, 29 de julho de 2014 18:09 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A fabricante alemã de produtos para iluminação Osram Licht anunciou nesta terça-feira planos para um novo programa de redução de custo que incluirá quase 8 mil cortes de empregos, ou cerca de 23 por cento de sua força de trabalho global.

A companhia afirmou que os cortes, que incluem 1,7 mil empregos na Alemanha e outros 6,1 mil no exterior, permitirão economia de cerca de 260 milhões de euros anuais até o término do ano fiscal de 2017.

A empresa afirmou que as medidas custarão cerca de 450 milhões de euros e podem resultar no descumprimento da meta de longo prazo de margem de lucro operacional de mais de 8 por cento no ano fiscal que se encerra em setembro de 2015.

A Osram também anunciou os resultados do terceiro trimestre um dia antes que o planejado, com vendas de 1,2 bilhão de euros e lucro antes de impostos e juros ajustado melhor que o esperado, a 104 milhões de euros.

As novas medidas de economia são extensão do atual programa "Push", que termina no fim deste ano e envolveu o corte de 8,7 mil postos de trabalho, ou 21 por cento da força de trabalho da companhia. Nesse plano, a Osram fechou um quarto de suas 43 fábricas para gerar reduções de custo de 1,2 bilhão de euros.

A Osram, desmembrada do grupo Siemens no ano passado, tem lutado para se ajustar à mudança da tecnologia de lâmpadas tradicionais para as tecnologias mais recentes, que incluem diodos emissores de luz (LEDs). A empresa afirmou nesta terça-feira que as vendas de LED no terceiro trimestre fiscal representaram 38 por cento da receita do grupo no período.