Confiança na zona do euro melhora superando preocupação com crise na Ucrânia

quarta-feira, 30 de julho de 2014 07:56 BRT
 

Por Martin Santa

BRUXELAS (Reuters) - A confiança econômica da zona do euro melhorou inesperadamente em julho apesar do aprofundamento da crise entre o Ocidente e a Rússia acerca da Ucrânia, mostraram dados nesta quarta-feira, e as expectativas de inflação entre consumidores e companhias registraram alta.

A confiança de consumidores subiu em três das cinco maiores economias da zona do euro, liderada pela Itália e seguida pela França e Holanda, enquanto o motor de crescimento do bloco, a Alemanha, e a Espanha viram a confiança piorar.

O índice mensal de confiança econômica para os 18 países de moeda única subiu para 102,2 em julho ante um número revisado de 102,1 em junho. Economistas consultados pela Reuters haviam previsto uma queda para 101,8 em julho.

As expectativas de inflação dos consumidores mostrou uma melhora marginal para 8,7 em julho ante 8,6 em junho, enquanto a perspectiva de companhias para os preços de vendas retornou a território positivo em julho pela primeira vez em sete meses.

Separadamente, o indicador de clima de negócios, que aponta a fase do ciclo de negócios, caiu para 0,17 em julho ante 0,21 em junho, sua pior leitura desde outubro de 2013.