Custo de seguro da dívida argentina cai, diz Markit

quarta-feira, 30 de julho de 2014 08:22 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O custo do seguro da dívida da Argentina caiu nesta quarta-feira uma vez que investidores se animaram com as negociações entre autoridades argentinas e investidores "holdout" que poderiam evitar um default.

O ministro da Economia argentino, Axel Kicillof, deixou uma reunião no escritório do mediador designado pelo tribunal no final de terça-feira dizendo que ambos os lados vão se reunir novamente na quarta-feira, embora o mediador tenha dito em comunicado que os detalhes de tal encontro ainda não foram definidos.

Se um acordo não for alcançado nesta quarta-feira, a Argentina pode entrar em default.

Os credit default swaps (CDS) de 5 anos da Argentina recuaram 30 pontos básicos ante o fechamento de terça-feira, para 1.869 pontos básicos, de acordo com o Markit. Na terça-feira os CDS haviam atingido máxima de seis semanas.

Os CDS de um ano da Argentina caíram 51 pontos básicos em comparação com o fechamento de terça-feira, para 4.708 pontos básicos. Os CDS continuam a precificar uma alta probabilidade de default no curto prazo.

(Reportagem de Carolyn Cohn)