Disparada das ações da Lupatech pode ser injustificável, dizem operadores

quarta-feira, 30 de julho de 2014 12:06 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Uma alta de 39 por cento das ações da Lupatech SA, uma empresa brasileira de equipamentos para o setor de petróleo saindo da recuperação judicial, não se justifica pelos termos da recente reestruturação e do aumento de capital, afirmaram operadores e investidores à Reuters.

A Lupatech, que chegou a ser negociada a 26 centavos antes do plano de reestruturação da dívida aprovado na semana passada, fechou em 36 centavos na terça-feira, cinco sessões depois de anunciar o plano que ajudou a reduzir a dívida em mais de dois terços, mas deu à empresa pouco ou nenhum dinheiro novo para investimento.

As ações operavam voláteis nesta quarta-feira. Às 11h55, o papel apresentava estabilidade.

Durante o período, as ações da Lupatech chegaram a atingir 63 centavos e o volume aumentou. Mais de um quinto das ações foram negociadas por meio da XP Investimentos, uma corretora brasileira popular entre os investidores de varejo.

No fechamento de terça-feira, a cotação era de 38 por cento acima dos 26 centavos em que os investidores podem comprar ações da Lupatech, se comprarem uma opção no valor de 1 centavo, disse um operador de um fundo de hedge baseado em São Paulo.

"Por que alguém iria pagar 36, 40 ou até 60 centavos por ação da Lupatech, quando você pode comprá-la por 26 centavos", questionou o operador, que pediu anonimato para cumprir com as políticas do fundo. "Pior, sob a reestruturação, os acionistas atuais vão ser fortemente diluídos."

Lupatech teve problemas depois de tomar empréstimos pesados para atender às novas regras de conteúdo local da indústria petrolífera. A sua reestruturação foi aprovada por 95 por cento dos credores.

De acordo com a reestruturação, dois terços do novo capital vão para credores, como o BNDES e detentores de títulos de dívidas. Acionistas existentes podem comprar o terço restante, mas quase todo o dinheiro vai para credores.

A recuperação da Lupatech só começará em dezembro, na melhor das hipóteses, quando novos acionistas assumirem o comando, disse uma fonte diretamente envolvida com o processo de reestruturação, à Reuters.   Continuação...