Produção de petróleo da Opep sobe em julho com ajuda da Líbia

quarta-feira, 30 de julho de 2014 14:54 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A produção de petróleo dos países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) subiu em julho ante junho, apontou pesquisa da Reuters nesta quarta-feira, com uma frágil recuperação na oferta da Líbia superando problemas provocados pelos conflitos no Iraque e uma redução na produção de Angola.

Apesar da alta, a agitação política na África e no Oriente Média ainda pesam sobre a oferta. Os problemas nestas regiões podem prejudicar a capacidade da Opep de elevar sua produção no fim do ano, para quando há uma projeção de maior demanda por petróleo dos países do grupo, segundo estimativas da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês).

A oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo ficou na média de 30,06 milhões de barris por dia (bpd) em julho, ante 29,92 milhões de bpd em junho, segundo a pesquisa com base em dados de tráfego marítimo e em fontes da indústria, da Opep e de consultorias.

O volume coloca o grupo de países perto de sua meta nominal de 30 milhões de bpd.

As falhas no fornecimento em países como Iraque e Líbia estão, na prática, ajudando a Opep a equilibrar o mercado, muito mais do que cortes voluntários na extração de petróleo, disseram analistas.

"A Opep parece ter sua produção controlada no momento, mas provavelmente devido a eventos externos", disse Eugen Weinberg, analista de commodities do Commerzbank, em Frankfurt.

O grupo formado por 12 países bombeia cerca de um terço do petróleo consumido no planeta.

Em julho, a maior alta de produção veio da Líbia, onde a oferta subiu de 210 mil bpd para 430 mil bpd, segundo a pesquisa.

  Continuação...