Mediador Pollack diz que Argentina "cairá iminentemente em default"

quarta-feira, 30 de julho de 2014 19:57 BRT
 

(Reuters) - O mediador do caso da dívida argentina disse em comunicado que não foi alcançado um acordo nesta quarta-feira e que a "República da Argentina cairá iminentemente em default".

No comunicado, o mediador Daniel Pollack, apontado por uma corte norte-americana, disse que o default "não é uma mera condição 'técnica', mas um evento real e doloroso que prejudica pessoas reais", inclusive cidadãos argentinos, detentores dos bônus reestruturados e os investidores holdouts.

A Argentina tem lutado com os detentores de bônus que não aceitaram a reestruturação da dívida, os chamados holdouts, que demandam o pagamento total dos títulos, após o país entrar em default em 2002.

"O cidadão argentino comum será a vítima real e última", disse ele em um comunicado.

"Todas as consequências do default não são previsíveis, mas certamente não são positivas."

(Por Daniel Bases)