Lucro da Mosaic cai 42% em meio à queda nos preços de potássio e fosfato

quinta-feira, 31 de julho de 2014 14:00 BRT
 

(Reuters) - A Mosaic, segunda maior produtora de potássio da América do Norte, teve uma queda de 42 por cento no lucro trimestral, com uma baixa de mais de um quarto na média de preços praticados.

A companhia disse também, nesta quinta-feira, que o presidente-executivo Jim Prokopanko, que está licenciado do cardo desde maio para o tratamento de um câncer, irá retomar as atividades em 4 agosto.

A Mosaic, que é a maior empresa de produtos finalizados de fosfato, e suas concorrentes têm enfrentado uma forte queda nos preços do produto e também dos lucros desde uma recente cisão em uma das maiores comercializadoras de potássio do mundo, a Belarusian Potash Co.

Por outro lado, os preços mais baixos ajudaram a reacender a demanda nos últimos tempos.

"Esperamos que a demanda continue em alta ao longo do ano, e que com um baixo estoque global, os preços deverão continuar firmes", disse nesta quinta-fera presidente interino Larry Stranghoener.

A Mosaic disse que vendeu 3,4 milhões de toneladas de fosfato e 2,5 milhões de toneladas de potássio no segundo trimestre deste ano, atingindo o topo de suas metas para ambos os minerais.

A média de preços realizados pela Mosaic para seus dois principais produtos caiu 2,5 por cento.

O lucro líquido atribuível à companhia caiu para 248,4 milhões de dólares, ou 0,64 dólar por ação no último trimestre, ante 429,8 milhões de dólares, ou 1,01 dólar por ação um ano antes.

(Por Sayantani Ghosh, em Bangalore)