Bolsas europeias caem por preocupações com default da Argentina e juros nos EUA

quinta-feira, 31 de julho de 2014 15:20 BRT
 

Por Atul Prakash

LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam em forte queda nesta quinta-feira e o índice de blue chips da zona do euro recuou à mínima em três meses, devido a preocupações com a possibilidade de o aumento de juros nos Estados Unidos vir mais cedo que o esperado e com o default da Argentina.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou com declínio de 1,26 por cento, aos 1.349 pontos, mínima de fechamento em três meses.

A bolsa espanhola foi severamente pressionada. Operadores citaram preocupações com a exposição de companhias espanholas à América Latina após a Argentina entrar em default.

Fortes quedas em alguns papéis após a divulgação de resultados corporativos também impactaram o sentimento de investidores.

As perdas se aceleraram durante a segunda metade da sessão na Europa, após as bolsas dos EUA abrirem em queda e ampliarem as baixas durante os negócios. O principal índice de volatilidade europeu subiu 9,4 por cento, atingindo a máxima em três meses.

Investidores estão nervosos após números sólidos sobre o crescimento dos EUA na quarta-feira e por expectativas de que o relatório norte-americano de emprego a ser divulgado na sexta-feira surprenda para melhor, o que poderia levar o Federal Reserve, banco central do país, a começar a elevar o juro mais cedo.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,64 por cento, a 6.730 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,94 por cento, a 9.407 pontos.   Continuação...