ArcelorMittal corta previsão de lucros; ações caem

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 07:53 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A ArcelorMittal, maior siderúrgica do mundo, cortou sua previsão de lucros deste ano depois de preços de minério de ferro mais baixos que o esperado terem impactado seu lucro no negócio de mineração, em movimento que levou suas ações a caírem quase 7 por cento.

A empresa, responsável por cerca de 6 por cento do aço mundial e também uma dos maiores produtoras de minério de ferro do mundo, disse que agora espera um lucro anual principal "superior a" 7 bilhões de dólares, ante patamar anterior de 8 bilhões.

A estimativa da StarMine da Thomson Reuters, que pondera as previsões pelo desempenho passado, indicava expectativa de 7,5 bilhões de dólares para a empresa.

"O corte de meta é impulsionado pela mineração. Mesmo que ninguém esperasse 8 bilhões, a nova orientação parece mais cautelosa do que o mercado previa", disse o analista do Commerzbank Ingo Schachel, que tem uma recomendação de "manutenção" para o papel e preço alvo de 11 euros.

Às 7h47, as ações da ArcelorMittal recuavam 6,7 por cento, para 10,6 euros.

O vice-presidente financeiro da companhia, Aditya Mittal, disse em teleconferência que os preços mais baixos do minério de ferro foram resultado de uma demanda da China mais fraca que a antecipada e o aumento da oferta neste ano.

A ArcelorMittal afirmou ter ajustado sua estimativa para os preços do minério de ferro para 105 dólares por tonelada ante 120 dólares por tonelada, implicando uma média de 100 dólares por tonelada no segundo semestre.

A empresa manteve sua previsão de que o consumo mundial de aço deve aumentar entre 3,0 e 3,5 por cento, com um crescimento um pouco mais baixo na China, um declínio modesto no Brasil e uma queda na Rússia e Estados vizinhos.

A empresa registrou um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 1,76 bilhão de dólares no segundo trimestre. Excluindo uma despesa 90 milhões relacionada a litígios nos Estados Unidos, o resultado ficou em linha com a projeção média de 1,83 bilhão de dólares em uma pesquisa da Reuters. No mesmo período do ano passado, a cifra foi de 1,70 bilhão.

A ArcelorMittal manteve sua previsão de que os embarques de aço neste ano seriam 3 por cento maiores que no ano passado, com embarques de minério de ferro subindo cerca de 15 por cento depois do crescimento da sua capacidade em suas minas no leste do Canadá.

(Por Philip Blenkinsop)