Expansão da indústria da zona do euro tem estagnação em julho, mostra PMI

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 07:53 BRT
 

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - O crescimento da indústria da zona do euro não acelerou como esperado no mês passado apesar de os preços quase não terem subido, uma vez que as crescentes tensões na Ucrânia pesaram sobre a confiança, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta sexta-feira.

Com a pressão inflacionária evaporando e a atividade industrial encolhendo mais rapidamente na França, segunda maior economia da região, os dados darão uma leitura severa ao Banco Central Europeu antes da reunião de política monetária em 7 de agosto.

O PMI final de indústria do Markit para julho ficou em 51,8, igualando a leitura de junho mas abaixo da preliminar de 51,9.

O subíndice de produção caiu para 52,7 contra 52,8 em junho, abaixo da preliminar de 53,0.

Enquanto o crescimento da indústria acelerou na Alemanha, maior economia da Europa, o PMI da França caiu para a mínima de sete meses e houve piora da contração na Grécia junto com desaceleração do crescimento na Espanha e na Itália.

"A situação na zona do euro claramente piorou ante os promissores sinais de retomada econômica vistos mais cedo no ano", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

Ele explicou que a leitura final ficou abaixo da preliminar "muito provavelmente refletindo as crescentes preocupações após a escalada da crise na Ucrânia no final do mês".