Criação de vagas nos EUA deve desacelerar, mas permanecer sólida em julho

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 08:42 BRT
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas nos Estados Unidos provavelmente desacelerou um pouco em julho, mas manteve força suficiente para sugerir que a economia permaneceu em base sólida.

De acordo com pesquisa da Reuters com economistas, a criação de vagas fora do setor agrícola provavelmente atingiu 233 mil. Esse número ficaria abaixo do ganho de 288 mil de junho e da média mensal de 272 mil no segundo trimestre.

Ainda assim, será o sexto mês seguido em que a criação de vagas fica acima de 200 mil, série vista pela última vez em 1997. A taxa de desemprego provavelmente permaneceu na mínima de seis anos de 6,1 por cento, mas pode surpreender para baixo após pesquisas mostrarem que os norte-americanos se tornaram mais otimistas sobre o emprego.

"Desde que tenhamos a criação de vagas indo na direção certa e o mercado de trabalho firme, ainda estamos em um bom lugar", disse o economista-chefe do Comerica, Robert Dye.

A economia cresceu a um ritmo anual de 4,0 por cento no segundo trimestre depois de encolher 2,1 por cento nos três primeiros meses do ano.

O Departamento do Trabalho divulgará seu relatório de emprego, que é bastante esperado pelos mercados financeiros do mundo todo, às 9h30 (horário de Brasília) desta sexta-feira.

(Reportagem de Lucia Mutikani)