Britânico RBS impõe restrições sobre empréstimos na Rússia

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 09:21 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O Royal Bank of Scotland, banco britânico parcialmente estatal, disse nesta sexta-feira que impôs restrições em seus empréstimos na Rússia após os acontecimentos na Ucrânia.

A União Europeia cortou o financiamento para cinco importantes bancos russos na quinta-feira devido ao apoio de Moscou a separatistas rebeldes na Ucrânia. As medidas visam evitar que os bancos russos levantem capital em mercados ocidentais.

O RBS disse que revisou as classificações de crédito, ajustou os limites de empréstimo e impôs restrições adicionais de crédito sobre novos negócios na Rússia. O banco também está analisando como está exposto às sanções internacionais.

O RBS, no qual o governo britânico detém uma fatia de 81 por cento, disse que reduziu os empréstimos na Rússia durante a primeira metade deste ano em 100 milhões de libras, para 1,8 bilhão de libras (3 bilhões de dólares). Isso incluiu 900 milhões de libras de empréstimos corporativos e 600 milhões de libras de empréstimos para bancos.

O banco disse que sua exposição total à Rússia, incluindo ativos mantidos fora do balanço contábil para clientes, totalizava 2,1 bilhões de libras.

(Por Matt Scuffham)