Ação da Marcopolo entra em 1ª prévia do Ibovespa e Brookfield fica de fora

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 09:39 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A ação da fabricante de carrocerias de ônibus Marcopolo foi incluída na primeira prévia do Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, enquanto o papel da companhia do setor imobiliário Brookfield Incorporações ficou de fora.

A prévia é a primeira indicação da BM&FBovespa sobre a nova carteira teórica quadrimestral do índice, que vai vigorar de setembro a dezembro de 2014. A segunda e a terceira prévias serão publicadas em 18 e 29 de agosto, respectivamente.

A ação preferencial da Marcopolo, que não integra a composição atual do índice, tem participação de 0,219 por cento na prévia.

Já o papel da Brookfield ficou de fora depois de ter registrado pequenas oscilações nos últimos meses, uma vez que a controladora da empresa, Brookfield Brasil Participações (BRB), anunciou em fevereiro a intenção de realizar uma oferta pública de aquisição (OPA) para tirar a companhia da bolsa de valores.

A metodologia do Ibovespa leva em consideração o valor de mercado dos ativos em circulação, com limite de participação baseado na liquidez.

Na comparação com a carteira teórica válida para o quadrimestre atual, a primeira prévia também deixa de fora o papel da Anhanguera Educacional. A ação deixou de ser negociada no início de julho, após aprovação da fusão com a Kroton, e já não integrava a carteira diária do Ibovespa.

O papel do Itaú Unibanco manteve a liderança em participação na prévia, com peso de 9,575 por cento, seguido pela ação preferencial da Petrobras, com 7,851 por cento.

Em terceiro lugar, ficou a ação preferencial do Bradesco, com 7,142 por cento. A ação da fabricante de bebidas Ambev veio em seguida, com 6,481 por cento, e o papel preferencial da mineradora Vale ficou logo atrás, com 5,572 por cento.

A prévia conta com um total de 70 ativos.

(Por Priscila Jordão; Edição de Marcela Ayres)