Criação de vagas nos EUA esfria e taxa de desemprego sobe para 6,2%

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 09:48 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O crescimento do emprego nos Estados Unidos desacelerou mais do que o esperado em julho, e uma alta inesperada na taxa de desemprego apontou para algum excesso de capacidade no mercado de trabalho que pode dar ao Federal Reserve, banco central dos país, espaço para manter as taxas de juros baixas por um tempo.

Foram criadas 209 mil vagas no mês passado após uma forte criação de 298 mil vagas em junho, disse o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira.

Os dados para maio e junho foram revisados para mostrar um total de 15 mil empregos criados a mais do que o relatado anteriormente, mostrando um ímpeto intrínseco.

Economistas consultados pela Reuters haviam projetado um crescimento de 233 mil empregos no mês passado, e que a taxa de desemprego ficaria estável em 6,1 por cento.

(Por Lucia Mutikani)