Esfil, do Grupo Espírito Santo, também pede proteção contra credores

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 13:15 BRT
 

LISBOA, 1 Ago (Reuters) - A Esfil (Espírito Santo Financiére), do Espírito Santo Financial Group (ESFG) pediu gestão controlada nos tribunais de Luxemburgo, a quarta holding do Grupo Espírito Santo (GES) a pedir proteção contra credores em cerca de duas semanas.

Em comunicado à reguladora de mercado CMVM, o ESFG disse que o pedido deve-se à conclusão que a Esfil não é capaz de cumprir as suas obrigações de um programa de notas promissórias e obrigações associadas à dívida da empresa.

Três holdings da família Espírito Santo, maior acionista do Banco Espírito Santo com 20 por cento do capital, já tinham pedido proteção contra clientes no tribunal de comércio do Luxemburgo por serem incapazes de pagarem dívidas.

O tribunal já aceitou que a Espírito Santo International (ESI), a Rio Forte Investments e a Espírito Santo Financial Group (ESFG) entrem num regime de gestão controlada para evitar uma venda descontrolada de ativos.

(Por Daniel Alvarenga)