Ibovespa se recupera no fim e interrompe série de 5 baixas

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 17:52 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com leve alta nesta sexta-feira, após cinco sessões seguidas de baixa, mas investidores seguiram temerosos com chances de aumento dos juros nos Estados Unidos antes do esperado, após a divulgação de mais dados de emprego no país.

O Ibovespa subiu 0,13 por cento, a 55.902 pontos. O giro financeiro do pregão somou 6 bilhões de reais. Na semana, o índice caiu 3,3 por cento, após quatro semanas seguidas de alta.

O índice chegou a cair 1 por cento na mínima do dia, em linha com os principais índices norte-americanos.

"O mercado se recuperou um pouco pois já teve cinco quedas seguidas. O Ibovespa não pode perder a faixa dos 55 mil pontos, ou vai ainda mais para baixo, na faixa dos 52 mil pontos", disse o sócio da Órama Investimentos Álvaro Bandeira.

Pela manhã, o Departamento do Trabalho norte-americano divulgou criação de 209 mil vagas fora do setor agrícola em julho e uma alta inesperada na taxa de desemprego, após 298 mil vagas terem sido criadas em junho.

Sinais de capacidade ociosa no mercado de trabalho amenizaram temores de que o Federal Reserve, banco central dos EUA, elevará os juros antes do previsto. O mercado, contudo, continuou tenso com essa possibilidade, que tiraria recursos atualmente alocados em países como o Brasil.

"O mercado ainda visualiza o aumento de juros entre o começo e o meio do ano que vem", disse o operador Pedro Arantes, da corretora BGC Liquidez.

O presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, disse que fortes dados econômicos e, em particular, leituras mais fortes de inflação, deixaram o banco central "significativamente" mais perto da primeira elevação do juro, segundo a CNBC.

No front corporativo, BRF foi uma das maiores altas do Ibovespa, após a companhia de alimentos divulgar avanço de 28 por cento no lucro líquido na comparação anual, com melhora no desempenho operacional.   Continuação...