Brasil tem superávit comercial de US$1,575 bi em julho, com exportações de petróleo

sexta-feira, 1 de agosto de 2014 18:05 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A balança comercial brasileira registrou superávit de 1,575 bilhão de dólares em julho, o segundo melhor resultado do ano e favorecido por maiores exportações de petróleo em bruto.

No ano, no entanto, a balança comercial continua no vermelho, com déficit acumulado de 916 milhões de dólares, informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta sexta-feira.

O resultado mensal veio acima do esperado pela mediana dos especialistas consultados pela Reuters, com projeção de superávit de 830 milhões de dólares.

Em junho, a balança comercial havia registrado superávit 2,365 bilhões de dólares.

No mês passado, as exportações somaram 23,025 bilhões de dólares, recorde para julho e com alta de 10,7 por cento pela média diária na comparação com igual mês do ano passado. Um dos fatores desse aumento foi a expansão de 276 por cento nos embarques de petróleo em bruto, a 2,6 bilhões de dólares.

O resultado também foi ajudado pela venda de uma plataforma de petróleo no montante de 866 milhões de dólares e por recordes nos embarques de carne, café e couros.

Na comparação com junho, no entanto, as exportações recuaram 2,2 por cento pela média diária devido em parte à menor receita com os embarques de soja em grão, com queda da ordem de 400 milhões de dólares, a 3,2 bilhões de dólares.

No ano até julho, as exportações somaram 133,556 bilhões de dólares, queda de 0,6 por cento frente a igual período do ano passado pela média diária.

Já as importações ficaram em 21,450 bilhões de dólares em julho, com retração de 5,5 por cento sobre um ano antes, com destaque para o recuo nas importações de bens de capital (-11,2 por cento). Na comparação com junho, as importações aumentaram 3 por cento pela média diária das operações.   Continuação...