CSN tem forte queda no lucro líquido do 2º tri, a R$19 mi

segunda-feira, 4 de agosto de 2014 09:52 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional anunciou nesta segunda-feira uma forte queda no lucro líquido do segundo trimestre deste ano, resultado que também ficou abaixo das expectativas do mercado.

A companhia teve lucro líquido de 19 milhões de reais no segundo trimestre, queda de 96 por cento sobre o mesmo período do ano anterior. O lucro ficou abaixo da expectativa de 143 milhões de reais, segundo estimativa média de analistas consultados pela Reuters.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado da CSN somou 1,3 bilhão de reais, alta de 19 por cento na comparação anual, ajudado pelos segmentos de siderurgia e mineração. O Ebitda ficou ligeiramente acima da expectativa de analistas de 1,2 bilhão de reais.

A margem Ebitda consolidada foi de 30 por cento, ou 6 pontos percentuais acima da registrada no segundo trimestre de 2013.

As vendas de cimento da companhia no segundo trimestre atingiram 564 mil toneladas, gerando receita líquida de 113 milhões de reais e um Ebitda de 34 milhões, recordes para a CSN, afirmou a companhia.

Já o Ebitda ajustado de siderurgia atingiu 793 milhões de reais, alta de 28 por cento na comparação anual.

A receita líquida da companhia somou 4,05 bilhões de reais, praticamente estável em relação aos 4,06 bilhões do segundo trimestre de 2013.

Já o resultado financeiro líquido foi negativo em 815 milhões de reais, principalmente por encargos de empréstimos no total de 691 milhões, despesas com atualização monetária de parcelamentos fiscais de 40 milhões, outras despesas financeiras de 76 milhões e variações cambiais de 61 milhões de reais.

(Por Anna Flávia Rochas)