Leilão de sustentação de preço do milho deve ser feito até 15/08, diz ministro

segunda-feira, 4 de agosto de 2014 17:35 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro prevê realizar ainda na primeira quinzena de agosto o primeiro leilão de apoio ao escoamento de milho nesta temporada, disse nesta segunda-feira o ministro da Agricultura, Neri Geller.

"No máximo até o dia 15 de agosto vamos fazer o primeiro leilão, porque sabemos a importância que tem dar sustentação ao preço nas regiões com maiores problemas logísticos", disse o ministro Neri Geller a jornalistas no intervalo do 13º Congresso Brasileiro do Agronegócio.

O leilão de Prêmio de Equalizador Pago ao Produtor (Pepro) é um instrumento adotado pelo governo para dar sustentação aos preços da commodity nas regiões onde a ampla oferta derruba os preços abaixo dos valores mínimos definidos no Plano Agrícola e Pecuário do Governo.

A subvenção deve incluir os Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, acrescentou o ministro.

O montante de 500 milhões de reais deverá ser suficiente para apoiar o escoamento entre 7 a 10 milhões de toneladas, dependendo da disputa durante a realização dos leilões, observou.

Segundo o ministro, a portaria com as regras do leilão --que já foi aprovada pelo Ministério da Fazenda-- receber a chancela do Ministério do Planejamento até terça-feira.

Em 2013, o governo leiloou Pepro em volume equivalente a 8,86 milhões de toneladas de milho, com um pagamento de 449 milhões de reais em subsídios, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O governo ainda está fazendo os pagamentos dos leilões do ano passado.

(Por Fabíola Gomes)