Ritmo do setor de serviços dos EUA cai em julho mas segue forte, aponta Markit

terça-feira, 5 de agosto de 2014 11:02 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O ritmo de crescimento do setor de serviços dos Estados Unidos caiu em julho ante o mês anterior, mas ainda registrou sua segunda maior leitura em quatro anos e meio, mostrou o Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta quinta-feira.

A empresa de dados financeiros Markit informou que o PMI final de serviços atingiu 60,8 em julho, uma queda ante a leitura preliminar de 61,0, que também foi a leitura para junho.

A leitura de 61,0 para junho foi a mais alta leitura final para qualquer mês desde que a pesquisa começou em 2009. Uma leitura acima de 50 sinaliza expansão na atividade econômica.

"O setor de serviços cresceu a um ritmo rápido, apenas um pouco mais fraco do que a máxima pós-recessão de junho, acompanhado por um salto na produção industrial", disse Chris Williamson, economista-chefe da Markit.

"No entanto, há sinais de que o crescimento pode desacelerar nos próximos meses. As pesquisas indicam que a taxa de criação de empregos enfraqueceu, como enfraqueceram o fluxo de novos negócios."

(Por Rodrigo Campos)